A Perspectiva dos Funcionamentos busca ampliar o escopo dos concernidos por nossas considerações morais. Ao invés de caracterizar aqueles que são o objeto de nossas preocupações morais como seres racionais e autônomos, ela os descreve como sistemas funcionais diversos. Ao eleger a integridade de um sistema funcional como o foco para a atribuição de valor moral, a perspectiva dos funcionamentos coloca de lado outros aspectos que nos distinguem de outras entidades ou formas de vida. Nesse sentido, a principal dificuldade não é mais justificar a inclusão de um dado ser na esfera de nossas considerações morais, mas saber o que seria para cada sistema funcional em geral, ou para cada ser, em particular, sua realização plena. Trata-se de um desafio a ser superado pelo conhecimento humano do mundo em que estamos inseridos.